A princípio, uma dúvida muito recorrente àqueles que estão se iniciando no conhecimento sobre a Palavra de Deus é sobre o local onde Jesus foi crucificado. Contudo, o Evangelho de João, único apóstolo presente na crucificação, responde onde Jesus morreu.

Monte Gólgota: onde Jesus foi crucificado

Primeiramente, João 19:17 explica que “levando Ele às costas a sua cruz, saiu para o lugar chamado Caveira, que em hebraico se chama Gólgota”.

Esse lugar tinha esse nome, portanto, por conta das pilhas de caveiras que ficavam ao redor.

Origem do termo Calvário

Mas, os romanos conheciam o monte Gólgota pelo nome de “Calvarius”, que em latim também significa caveira. Por isso, muitos se referem ao local onde Jesus foi crucificado como o calvário.

Ademais, o lugar onde Jesus morreu não foi escolhido por acaso. Era ali onde os romanos executavam os inimigos de Roma, que eram todos aqueles que desafiavam a César.

O local onde Jesus foi crucificado

Mas, em que lugar Jesus Cristo foi crucificado? Onde ficava o monte Gólgota?

O Monte Gólgota na Bíblia

O monte Gólgota – ou Calvário – ficava, de acordo com João 19:20, “próximo da cidade”. Além disso, Hebreus 13:12, por sua vez, menciona que Jesus “padeceu fora da porta”.

Jerusalém, como toda cidade antiga, era cercada por muralhas. Todas as muralhas tinham um portão principal, onde as pessoas entravam e saíam da cidade.

Portanto, o monte Gólgota ficava localizado, antes da destruição de Jerusalém pelos romanos, no ano 70, próximo às portas da muralha da cidade. Por isso, muitos judeus puderam ver a crucificação, mesmo não estando presentes no Calvário.

Onde ficava o sepulcro de Jesus

Em seguida, o apóstolo João conta, também, que o sepulcro ficava muito próximo do lugar onde Jesus morreu. Desse modo, em João 19:41 é narrado que “havia um horto naquele lugar onde fora crucificado, e no horto um sepulcro novo, em que ainda ninguém havia sido posto.”

Ademais, esse sepulcro pertencia a José de Arimateia, o discípulo de Jesus que pediu a Pilatos autorização para retirar o corpo da cruz.

Contudo, por serem muito próximos tanto o lugar onde Jesus foi crucificado, quanto o lugar onde ficava o túmulo de Jesus, o Gólgota – ou Calvário – também é conhecido hoje como Santo Sepulcro.

O lugar do Calvário hoje

Mas, no século IV, quando o Império Romano se converteu oficialmente ao cristianismo, começaram a se perguntar: em que lugar Jesus Cristo foi crucificado?

Todavia, era uma pergunta difícil de ser respondida, uma vez que a cidade de Jerusalém foi destruída no ano 70, por ordem do imperador Vespasiano.

Dizem que Helena, a mãe do Imperador Constantino, encontrou, depois de muito pesquisar, o monte Gólgota. Aquele lugar, de fato, era onde ficava o Monte Gólgota, de acordo com os planos de expansão da muralha de Jerusalém, feitos por Herodes Agripa.

O imperador Constantino mandou erguer no local onde Jesus foi crucificado a igreja do Santo Sepulcro, que existe até hoje. Nessa igreja ficam marcados, e abertos à visitação dos peregrinos que vão a Jerusalém reviver a paixão e crucificação de Jesus Cristo, o lugar onde Jesus morreu e o lugar onde aconteceu a ressurreição.

Deixe seu comentário:
>